Se você acha que a única carne saudável é o peito de frango grelhado e que os demais cortes não podem fazer parte uma alimentação equilibrada, é melhor repensar! Hoje, vamos mostrar as principais diferenças entre os diversos tipos de carne e confirmar, mais uma vez, que com equilíbrio é possível variar o consumo entre elas de um jeito saudável e gostoso.
As carnes são ótimas fontes de proteínas. As vermelhas, por exemplo, apresentam maior quantidade de ferro do que os peixes e as aves, mas elas também são mais ricas em gordura saturada que, em excesso, podem ser prejudicial à nossa saúde. Nas aves e nos peixes encontramos opções mais leves para uma refeição. Esses tipos de carne também são ricos em gorduras insaturadas, que fazem bem ao nosso organismo. Sardinha e salmão, por exemplo, apresentam ômega-3, uma tipo de nutriente que contribui para a saúde do coração.
O valor nutricional e calórico dos cortes de carnes pode ser influenciado por uma série de fatores como:

  • A origem da carne: As carnes bovinas, suínas, aves e peixes apresentam perfis nutricionais bastante diferentes, como já falamos aqui. Além disso, a espécie também pode influenciar, principalmente no caso dos peixes. Por exemplo: 100 gramas de salmão apresenta valores nutricionais bem diferentes das mesmas 100 gramas de cação.
  • O corte: Não são todas as partes do frango ou da vaca que possuem o mesmo valor nutricional por exemplo. Apenas para ficar mais claro, a asa e o peito de frango vão oferecer ao seu organismo nutrientes bem diferentes. Assim como a picanha e o contrafilé.
  • Forma de preparo: Os diferentes tipos de cozimento como grelhado, assado, ensopado, cozido, frito, empanado, também irão influenciar de maneira determinante o perfil nutricional das carnes, principalmente quando estamos pensando no valor calórico e quantidade de gorduras. Por exemplo, se pensarmos na mesma porção de um contrafilé nas versões à milanesa e grelhado, notamos  que o valor calórico é quase o dobro na primeira opção, ou seja, 352 kcal contra 194 kcal respectivamente.

Para você entender melhor, elaboramos um quadro comparativo do valor nutricional de diferentes cortes baseado nas porções usuais de consumo.  Vale destacar que os valores nutricionais apresentados nesta tabela se referem aos alimentos crus, ou seja, não consideram qualquer preparação. Esta é uma questão importante, pois dependendo da forma de preparo, como já falamos, o valor calórico e de gorduras pode aumentar significativamente.
tabela_carnes
O que vale mesmo no final das contas são as boas combinações e o equilíbrio. Não é preciso excluir nenhum tipo de carne de sua alimentação, basta fazer boas escolhas. Varie dentre os diferentes cortes, escolha uma forma de preparo mais saudável e combine com alimentos dos demais grupos para deixar sua alimentação equilibrada e saudável!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.