Minimizar riscos de acidentes com condutores de veículos e reduzir custos operacionais são os principais desafios que o gestor de frota enfrenta no seu dia a dia. E para ajudá-lo nessas missões, já existem tecnologias avançadas que permitem ao gestor monitorar a forma como os motoristas estão dirigindo e, com base nos dados coletados, direcionar ações que podem aumentar a produtividade da empresa, otimizar investimentos, prevenir incidentes e principalmente preservar vidas.

No Brasil, a Creare Sistemas, com sede em Canoas no Rio Grande do Sul, é uma referência no assunto, ao oferecer soluções de negócio personalizadas para a gestão e monitoramento de frotas, bem como automação da coleta de dados de processos logísticos, por meio do uso de tecnologia de ponta e equipe de engenharia especializada.

“Cada empresa tem suas peculiaridades, mas de acordo com a experiência que temos com nossos clientes, uma importante necessidade é a de identificar condutores que não estejam dirigindo de acordo com as leis de trânsito e as normas estabelecidas pela empresa”, afirma Paulo Renato Jotz, diretor de marketing da Creare, que monitora cerca de 22 mil veículos, distribuídos entre 60 e 70 clientes. Ele explica que isso inclui a análise de padrões de comportamento ao volante, tais como excesso de velocidade, aceleração, freadas, trajetos utilizados, consumo de combustível e uso do cinto de segurança.

Segundo Jotz, a empresa oferece serviços tanto para frotas individuais quanto compartilhadas, que permitem um controle preciso de identificação dos condutores em cada horário e seus padrões de condução, facilitando assim aferir corretamente a responsabilidade em caso de ocorrências. A seguir, ele explica como funcionam alguns dos principais serviços que a empresa oferece.

Telemetria de ponta para gestão de frotas leves corporativas

O FrotaLOG é uma solução que utiliza telemetria de ponta para a gestão de frotas leves corporativas. A partir de sensores e dispositivos embarcados com acelerômetro, o sistema coleta dados como velocidade, rotas percorridas, freadas bruscas, frequência de paradas para descanso e outros padrões de comportamento ao volante e não-conformidades que colocam em risco a vida de condutores ou de pessoas que estejam nas proximidades. Esses dados são armazenados e cruzados em uma plataforma inteligente na nuvem, resultando informações sobre o desempenho e as práticas do condutor que ajudam os gestores na tomada de decisão assertiva para evitar acidentes e reduzir custos.

Controle no abastecimento

Em parceria com a Alelo, a empresa também auxilia gestores a controlar o uso do cartão combustível. “Com a integração das nossas soluções (controle de abastecimento + telemetria), conseguimos monitorar e validar os processos de abastecimento, garantindo que o veículo certo, com o condutor indicado, esteja no posto correto para autorizar o pagamento”, explica Jotz.

Identificação de sinais de fadiga por meio de câmeras

Já o GoAwake faz um videomonitoramento por meio de câmeras instaladas no painel do veículo para detecção de sinais de fadiga e distração ao volante, visando tirar o condutor da situação de risco. Comportamentos como bocejos frequentes, olhos fechados, uso do celular e perda de foco na direção ao fumar ou desviar o olhar da pista são registrados em vídeo e enviados em tempo real para uma central de monitoramento. A central, após avaliar os riscos, pode notificar o condutor, via mensagens de voz no equipamento instalado no painel do veículo, para que ele fique mais atento ou, dependendo da situação, que pare para descansar, destaca o diretor da empresa.

“Ajudamos os gestores a observar, por exemplo, quando um condutor está acima da velocidade adequada em uma estrada não pavimentada ou em más condições de preservação. Isso ajuda a aumentar a vida útil do carro e evita gastos com manutenção, mas fundamentalmente ajuda a detectar padrões de risco, evitando possíveis acidentes”, explica o executivo.

“O monitoramento por câmeras já proporcionou uma redução de 68% nas incidências e infrações ocasionadas por distração ao volante”, afirma Paulo Renato Jotz

Ele relata que o monitoramento por câmeras já proporcionou uma redução de 68% nas incidências e infrações ocasionadas por distração ao volante, a clientes que atuam na gestão de frota de caminhões. “Isso gera uma economia considerável com a redução de custos de manutenção da frota, consumo de combustível, pagamento de multas e indenizações”, diz Jotz. O diretor ressalta, porém, que essas informações devem ser usadas para uma tomada de decisão estratégica que resultem em práticas ideais para evitar incidentes de qualquer natureza.

“Levando em consideração esse estudo de caso e dados internacionais que mostram que cerca de 40% do total dos acidentes nas estradas decorrem de cansaço e distração ao volante, a reeducação comportamental do condutor deixa de ser somente um fator econômico para ser também desafio cultural, que pode ser enfrentada com o apoio das soluções que a Creare oferece”, finaliza o executivo.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Veja mais conteúdos que podem te interessar

Comentários

Comentários estão fechados.