Por muitos anos o RH foi visto como um setor para contratações e demissões com uma atuação focada apenas em processos burocráticos. Entretanto, hoje em dia, o papel do RH vai muito além dessas funções e ele tem uma importância estratégica para os resultados do negócio.

A atuação dos profissionais da área engloba diferentes atividades e desafios, indo desde a seleção da equipe à manutenção da cultura e do clima organizacional, fatores que contribuem ativamente para o crescimento e o sucesso da empresa.

Contudo, muitas pessoas ainda ficam em dúvida sobre a atuação do RH, por isso, no artigo de hoje falaremos mais sobre o assunto! Acompanhe o texto e boa leitura!

O PAPEL DO RH PARA OS RESULTADOS DA EMPRESA

Os profissionais de Recursos Humanos são responsáveis por garantir a motivação e o engajamento da equipe, pela qualidade de vida e bem-estar dos colaboradores, alinhamento das expectativas dos funcionários e da empresa, entre outras funções como veremos no decorrer do texto.

Uma pesquisa da consultoria Korn Ferry – Hay Group, sobre as tendências e práticas para a área, realizada com 309 empresas, mostrou que as prioridades do RH são treinamento e desenvolvimento; dimensionamento da estrutura; gestão de desempenho; atração e retenção e clima. Um dos principais desafios de muitas organizações é ter uma atuação eficiente com um orçamento reduzido.

Para alcançar bons resultados em todos esses aspectos a equipe precisa ser qualificada e comprometida e deve estar informada sobre as técnicas, ferramentas e inovações para acompanhar a dinâmica do mercado e assegurar a competitividade do negócio.

A atuação da área vai além de atividades operacionais, assumindo importância no processo de decisão e nas estratégias das organizações.

AS RESPONSABILIDADES DA ÁREA DE RH

A atuação é bastante ampla e envolve diversos processos, mas uma de suas principais responsabilidades é quanto ao desenvolvimento de pessoas, além da valorização do capital humano de forma que a empresa conte com profissionais qualificados e motivados.

Outro aspecto significativo é em relação à rotatividade dos funcionários, algo que prejudica o desempenho da equipe e resulta em custos com a demissão e contratação de novos profissionais. Por isso, muitas organizações buscam soluções para melhorar o ambiente de trabalho, motivar e valorizar seus profissionais e, assim, atrair e reter talentos, diminuindo a taxa de turnover.

Além dessas funções, a área é responsável por fatores como:

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

O processo de Recrutamento e Seleção tem grande importância dentro das empresas e deve ser feito de forma eficiente para garantir a contratação de trabalhadores qualificados e alinhados com a missão da companhia.

Algumas organizações têm uma área ou time específico para R&S, outras optam por contratar uma consultoria especializada e terceirizar a atividade, além disso, também há a possibilidade de contar com um apoio de headhunters para a seleção de executivos.

Entra as responsabilidades da função estão: definição do perfil do cargo, descrição da vaga e seleção das ferramentas mais adequadas para encontrar o melhor candidato, tais como softwares para análise de currículo, dinâmicas de grupo e testes de habilidades.

QUALIDADE DE VIDA

qualidade de vida e o bem-estar dos colaboradores são aspectos significativos para as organizações e interferem diretamente na satisfação com o trabalho e no desempenho deles.

A área de RH tem forte atuação nesse segmento com o planejamento de ações e programas para estimular a qualidade de vida e garantir um ambiente saudável, tais como ginástica laboral, eventos internos, home office, horário flexível, programas para incentivar a segurança no trabalho, descontos em academias, campanhas de saúde,  entre outros.

As estratégias são positivas para a saúde dos colaboradores e para a empresa que conta com funcionários mais dispostos e motivados em realizarem suas tarefas, além de melhorar o clima organizacional.

TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO

O papel do RH também está voltado para o desenvolvimento e a capacitação de funcionários, tendo como objetivo melhorar a performance deles, a motivação, o engajamento e o ambiente de trabalho.

Dessa forma, a equipe fica responsável por fazer um diagnóstico da empresa e realizar avaliações de desempenho para identificar a necessidades de melhorias e treinamentos para as áreas.

O investimento em educação corporativa, a implementação da cultura do feedback e uma política de benefícios que incluam bolsas ou descontos em instituições de ensino são algumas das estratégias positivas para estimular o desenvolvimento da equipe.

MOTIVAÇÃO

A motivação é um fator fundamental para toda companhia visto que ela interfere na produtividade dos funcionários e no clima organizacional. Sendo assim, os profissionais de RH precisam identificar problemas no ambiente e propor soluções.

Para isso, é imprescindível que haja uma boa gestão de pessoas que esteja alinhada com os líderes e com outros setores da empresa para definir política de benefícios, plano de carreira, eventos internos para motivação da equipe, pesquisa de clima, fortalecimento do diálogo entre funcionários e gestores, entre outras estratégias.

POLÍTICA DE BENEFÍCIOS

A remuneração e os benefícios são outros dois itens que competem a área de RH e são extremamente significativos para as organizações, pois garantem a motivação da equipe e contribuem para a atração e retenção de talentos.

É fundamental que o setor tenha uma atuação estratégia nesse sentido para definir benefícios que sejam atrativos para a equipe e para futuros colaboradores. De acordo com nossa pesquisa sobre Hábitos Financeiros dos Brasileiros, os benefícios têm grande relevância na decisão de ingressar em uma nova empresa.

O mercado conta com diversas soluções para incrementar o pacote de benefícios da empresa, tais como plano de saúde, vale-refeiçãocartão multibenefícios, bolsas de estudos, previdência privada, entre outros. Diante dessa oferta, cabe a área de RH definir aqueles que são mais adequados ao perfil da companhia e dos trabalhadores.

A política de benefícios é relevante, pois, além do salário, esses itens agregam valor a organização e contribuem para motivar e valorizar os funcionários e você sabe que é preciso investir nesses dois fatores para que os colaboradores alcancem os objetivos e metas de forma mais efetiva, não é mesmo?

Como vimos, o papel do RH é bastante amplo e vai além de atividades burocráticas e operacionais, ele deve apoiar e complementar as estratégias da empresa, especialmente no que diz respeito ao desenvolvimento de pessoas, recurso essencial em toda a companhia.

Gostou do conteúdo? Quer receber outras dicas sobre a área de RH? Então, assine nossa newsletter e acompanhe as próximas publicações.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Veja mais conteúdos que podem te interessar

Comentários

Comentários estão fechados.