Gestão

Ano novo, vida nova? Saiba se é uma boa hora para trocar de emprego

0

A virada do ano geralmente traz aquele sentimento de mudança, seja na vida pessoal ou profissional. Promessas e planos são renovados com a troca na folha do calendário e muitas pessoas esperam novidades. Quando fevereiro e o carnaval se aproximam então, a transformação pede passagem. Mas como se pode notar, 2021 não é um ano qualquer.

A pandemia causada pelo coronavírus trouxe grandes mudanças no mercado de trabalho, com a taxa de desemprego acima do esperado quando comparadas às previsões otimistas de janeiro de 2020. De lá pra cá, a economia ainda sofre com retomada gradual das atividades. Levando em conta estes fatores, será que é uma boa pensar em trocar de emprego?

O Blog da Alelo ouviu dois especialistas em recrutamento e seleção e traz a resposta sobre essa pergunta que não sai da cabeça das pessoas.

Leonardo Freitas, da HAYMAN-WOODWARD, afirma que não existe hora certa para trocar de emprego desde que seja um movimento estudado e planejado.
“Sabemos que vivemos numa pandemia sem precedentes, ou seja emprego hoje em dia é um ativo de suma importância. Analise bem antes de mudar de emprego. Agora mais do que nunca é preciso fazer um balanço dos prós e contras”, disse. “O lema é: programe-se, faça as contas, pois os impostos também consomem grande parte da economia”, completou.

Já Alexandre Benedetti, Diretor do Talenses Group, holding especializada em recrutamento e seleção, reforça que o profissional deve se preocupar mais com a mudança em si do que com o momento que ela será feita.

“Sobre carreira não existe certo ou errado. Existe o que funciona ou não funciona para a pessoa. Cada um tem que avaliar o momento pessoal e profissional e entender qual é o melhor momento para se movimentar”, afirmou.

Leonardo e Alexandre também fazem uma ressalva importante e que deve ser levada em conta:

“Geralmente, no mês de janeiro, as empresas estão num ritmo mais lento de trabalho e adequando seus novos orçamentos, com boa parte do pessoal em férias; então as ofertas podem ser mais escassas”, reforçou Leonardo.

“Muitos executivos que tomam as decisões estratégicas da empresa aproveitam a época de férias escolares para também tirar férias. Depende muito do mercado e se a remuneração variável tem grande impacto sobre o total, como bancos de investimento, por exemplo, é menos provável que exista uma mudança no fim do ano”, analisou.

Agora que sabendo a opinião dos especialistas, veja alguns pontos importantes a serem analisados:

Quais sinais deve ficar atento para definir se é hora de trocar de emprego?

“No local de trabalho: ambiente tóxico, rotina cansativa, falta de valorização de superiores, desgaste entre membros da equipe, entre outros. Para o colaborador: perda de sono, estresse, depressão, irritabilidade, mal-estar físico e mental. Porém, antes de pensar em mudar de emprego, é preciso olhar para si e entender de onde vem essa insatisfação. Para isso, sempre recomendo cursos vivenciais, terapias ou processo de coaching. É essencial ter clareza da vida que quer construir e dos objetivos que deseja alcançar”, afirmou Leonardo.

O que devo avaliar na empresa que gostaria de trabalhar?

Alexandre listou cinco pilares que devem ser levados em conta ao analisar a empresa na qual você busca um novo emprego.

– Análise macro e microeconômica da empresa. Quem é a empresa, em que momento ela está, em qual setor está? E o lado micro é o lado da cultura, missão, da visão e dos valores da empresa.
– Analisar o job description da função. Qual é a função dessa cadeira que está sendo oferecida e quais são os desafios?
– Analisar para quem e com quem a pessoa vai trabalhar. Verificar quem é o chefe direto ou o indireto, se possui equipe. Essa posição tem contato direto com pessoas do mercado?
– Quais são as entregas que o profissional vai ter neste ciclo no novo trabalho e o que ela vai aprender nessa carreira, nas competências técnicas e comportamentais.
– Olhar o pacote de remuneração e avaliar o risco de um novo desafio

Como posso me preparar para começar o ano empregado?

“Atualização é a chave do sucesso. Invista no seu currículo e, se possível, seguindo a veracidade de informações contidas, construa-os para cada empresa. Pesquise sobre a vaga oferecida, a empresa, os valores e missão, e adeque o currículo para que ele se torne mais atrativo”, explicou Leonardo.

Já Alexandre elenca três pilares importantes para o profissional trabalhar antes de iniciar a busca pelo emprego.

“Muitos executivos que tomam as decisões mais estratégicas saem de férias neste momento e isso pode prejudicar. O que não quer dizer que a pessoa que está buscando emprego não precisa se movimentar. Ela deve fazer o networking, analisar o mercado, estar com o currículo atualizado, o LinkedIn atualizado. E isso pode ser feito de três maneiras: networking pessoal e profissional, os headhunters e as plataformas de emprego. Isso pode ser combinado entre eles”, analisou.

O que devo levar em conta na hora de trocar de emprego? Salário, deslocamento, carteira de benefícios?

“Tudo deve ser considerado, sem sombra de dúvida. Sobretudo, se o colaborador está alinhado com a missão e valores da empresa a qual pretende se candidatar; salário e benefícios são importantes e fazem a diferença no final do mês, mas e você: acredita no trabalho da empresa? Acredita no seu trabalho? Sua satisfação pessoal é imprescindível para uma transição saudável”, finalizou Leonardo.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.