Empreendedorismo

Como ter sucesso com negócios em regiões de periferia

0

Nos últimos anos com a pandemia, muito se falou sobre a importância dos negócios em regiões de periferia. São empreendedores que escolheram abrir seus comércios nos bairros onde moram, oferecendo assim mais do que produtos e serviços, e sim, aquele rostinho conhecido, que traz um espírito de amizade e confiança aos seus clientes.

Sem tempo para ler? Aperte o play para ouvir. 🙂

Este movimento ocorre principalmente nas regiões mais afastadas dos grandes centros. E é nas periferias que os pequenos comércios têm se diversificado nos últimos anos, e mostrado boas oportunidades para quem quer começar a empreender.

Por isso, preparamos este artigo com algumas inspirações pra você tirar sua ideia do papel. E se você já tem um estabelecimento, aplique estas dicas para fazer seu negócio decolar!

Público-alvo, cliente e também vizinho

É comum que num comércio local, clientes e comerciantes se conheçam pelo nome. Esta proximidade é um benefício que grandes empresas não têm. Imagina que para conhecer o perfil dos seus potenciais clientes, muitas vezes é necessário um investimento grande em pesquisa de mercado e tecnologias para localizá-los e apresentar a marca e produtos.

Não que a pesquisa de mercado não tenha sua importância para os negócios em regiões de periferia. Mas é uma grande vantagem conhecer seu cliente, sua família, onde mora, e vice versa.

Aposte nisso e faça com o que o seu consumidor se sinta parte do seu negócio, no melhor estilo “mi casa su casa”.

Ofereça vantagens para os clientes do seu bairro. Dependendo do tipo de comércio, você pode criar um cartão fidelidade, e a cada número de compras, o cliente ganha um brinde. Outra opção é não cobrar taxa de entrega para vizinhos.

Se você é um estabelecimento credenciado à Alelo, teste a ferramenta Mais Clientes. Com ela é possível cadastrar promoções personalizadas para seus clientes, e ainda divulgar seu estabelecimento para os portadores Alelo do entorno. Faça o teste aqui.

Afinal, quem tem amigo tem tudo!

Networking que extrapola o mundo dos negócios

Se nas grandes empresas o networking, ou sua rede de contatos, é importante, nos pequenos estabelecimentos ele ganha um novo propósito. Afinal, a rede de contatos pode ser uma poderosa rede de apoio que extrapola o mundo dos negócios.

Além de usar sua influência pessoal para vender mais, firmar parcerias e fazer negociações com impacto direto nos resultados, a rede de apoio pode dar suporte aos funcionários, entregar mais valor aos clientes e fornecedores.

Imagina só poder deixar os filhos com um vizinho do seu trabalho numa emergência, ou ainda ser socorrido por um produtor local quando um fornecedor atrasar um pedido.

As configurações de “vizinho, me empresa uma xícara de açúcar” foram atualizadas!

Economia colaborativa: um cresce e leva todos juntos

Outra vantagem dos negócios em regiões de periferia, é que, mais do que um trabalho e fonte de renda para o empreendedor, um comércio local leva prosperidade para todo seu entorno, já que pode gerar empregos e ter impacto social.

Afinal, trabalhar perto de casa pode facilitar a vida de pessoas que teriam dificuldade em se deslocar para regiões distantes para trabalhar, como quem tem necessidades especiais, profissionais com filhos pequenos, ou mesmo indivíduos de grupos minorizados que encontram dificuldades em conquistar um cargo no mercado de trabalho. Isso é diversidade pura!

Outra forma de compartilhar o sucesso com os vizinhos, é priorizar os fornecedores locais, sempre que possível. Até porque negociar direto com o dono te ajudará a diminuir despesas, sem contar o frete mais barato.

É possível se envolver também com campanhas em prol de alguma necessidade do bairro, como arrecadação de fundos para uma instituição de caridade, reivindicar melhorias nos arredores junto ao poder público, e muito mais.

Ideias de comércios locais, para comércios locais

Lá em cima falamos sobre o privilégio de conhecer seu público-alvo, certo? Mesmo assim, é importante estudar seu negócio, entender a lucratividade dos seus produtos e prezar pela saúde financeira do seu estabelecimento.

A melhor maneira de fazer isso, é debruçando sobre os números. Para isso, você pode contar com o app Meu Estabelecimento. Aproveite a promoção de 90 dias dias grátis e experimente.

Selecionamos algumas ideias de negócios e também de produtos, caso você já esteja operando. Confira:

#1. Mercadinho:

Está no meio de uma receita e percebe que faltou um ingrediente? Quem nunca?

É ótimo ter a comodidade de poder comprar algo sem perder tempo no trânsito ou com longas filas. O mercadinho do bairro está no topo dos negócios em regiões de periferia.

Mesmo pequeno, tenha variedade de produtos considerando itens de conveniência. Se inspire nas gôndolas dos mercados próximas ao caixa, ou mesmo nos mercadinhos de postos de gasolina. Aposte nos setores de frutas e verduras frescas, limpeza e produtos de higiene pessoal.

#2. Lanchonete:

Os pequenos comércios de fast food têm sempre lugar especial no coração do cliente. No caso da lanchonete, aposte na diversidade de hambúrgueres e pães, além de incluir cachorro-quente, outros tipos de lanches, batata frita e bebidas para incentivar o consumo. Você pode nomear os lanches com referências locais, quem sabe em homenagem aos vizinhos!

Seu estabelecimento pode se tornar ponto de encontro e um local de celebrações para as pessoas do bairro, por isso, prepare-se para trabalhar à noite e aos finais de semana. Lembre-se que a maioria dos moradores estará fora do bairro no horário comercial, por isso é importante oferecer um horário de funcionamento estendido.

Lembre-se de que estabelecimentos cujo serviço principal é a manipulação de alimentos precisam seguir regras de higiene e saúde estipuladas pela ANVISA. Saiba mais sobre as principais orientações neste outro artigo. 

#3. Loja de doces:

Locais com grande fluxo de pedestres, como escolas e pontos de ônibus, por exemplo, são uma boa pedida. Esse tipo de comércio costuma vender, além de itens alimentícios, bebidas refrescantes para os dias de calor, como sucos de caixinha e latinha, refrigerantes, água e bebidas lácteas.

Aposte em lanchinhos, como:

  • salgados assados;
  • salgadinhos;
  • chocolates;
  • barrinhas de cereais;
  • biscoitos;
  • docinhos industrializados;
  • bolos artesanais dos tipos mais variados (alô, dona boleira do bairro!).

Alguns comércios do segmento ainda disponibilizam caixas acrílicas com itens com diferentes tipos de biscoitinhos amanteigados e salgadinhos, e o cliente tem a possibilidade de comprar a granel.

Estrutura física e equipe

Mesmo os negócios em regiões de periferia devem se preocupar com a escolha de um espaço adequado, de acordo com o que pretende comercializar. Lembre-se de reservar uma área para montar um balcão de atendimento e também o caixa, para que não comprometa o fluxo de clientes.

Ao trabalhar com alimentos frescos, é preciso ter balcões refrigerados e freezers para conservação dos produtos. Disponha de forma que fiquem acessíveis aos profissionais que vão manusear os alimentos ou para que os clientes peguem os produtos prontos.

Já o tamanho da sua equipe vai variar de acordo com o porte e a atividade do seu comércio. Dependendo do ramo, será preciso contratar profissionais especializados, como nos restaurantes, caso você não seja o cozinheiro.

Tudo isso custa dinheiro, certo? Se você precisar de uma força, conte com o Alelo Desenvolve. Uma solução de crédito pré-aprovado, com análise de perfil e liberação rápida e prática. Não precisa nem sair de casa! Saiba mais aqui.

Como fazer para aceitar Alelo em seu estabelecimento

Alguns empreendimentos, como o mercadinho, a lanchonete e até a loja de doces citados acima, a depender dos tipos e opções de alimentos que oferecem ao público, podem se adequar ao PAT – Programa de Alimentação do Trabalhador – e, desse modo, realizar o credenciamento para aceitar os cartões Alelo.

Uma das vantagens de aceitar Alelo é que milhões de pessoas compram com os cartões de vale alimentação e vale refeição todos os dias. O trabalhador que recebe o benefício Alimentação ou Refeição, utiliza seu Alelo com mais frequência do que o próprio cartão de débito ou crédito.

Para se ter uma ideia, os cartões Alelo realizam mais de 65 milhões de transações ao mês. Bastante né?

Se você quer que seu negócio faça parte da rede credenciada Alelo, cadastre-se no site e veja como se enquadrar no PAT aqui.

Mesmo não estando em uma avenida de grande circulação ou num grande centro urbano, você passará a ser visto por quem recebe o benefício em sua região através dos canais de consulta da rede de aceitação e no app MeuAlelo.

A partir daí, é só sucesso! Boas vendas. 🙂

Carrinho de comida com muitos clientes em volta

Divulgue seus produtos com:

Mais Clientes

Invista no seu negócio com:

Alelo Desenvolve

Duas mulheres de avental, olhando uma prancheta em uma padaria com pães ao fundo

Administre seu comércio com:

Painel Meu Negócio

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.