Gestão

Organograma linear: uma boa alternativa para equipes remotas

0
Reunião de equipe

Você sabia que ter um organograma na sua empresa pode melhorar a comunicação interna, facilitando as tarefas do dia a dia?

E entre seus variados tipos, encontra-se o organograma linear, que é muito utilizado em corporações modernas. Isso porque esse modelo não está preocupado apenas com níveis hierárquicos, mas com todas as áreas da companhia.

Para você saber mais sobre as características e vantagens dessa proposta, o blog da Alelo preparou um texto completo sobre o organograma linear. Vamos nessa?

Para que serve a estrutura linear?

Antes de mais nada, precisamos lembrar que o organograma é um gráfico responsável por ilustrar a estrutura interna de uma organização, associação ou empresa.

Há diversos modelos desse gráfico, incluindo o linear, que também é chamado de linear de responsabilidade. Mas diferente dos outros tipos de representação, esse diagrama tem um objetivo diferente.

Nele, as posições hierárquicas não são o foco da representação. Sua proposta principal é apresentar as diferentes funções executadas pelos integrantes da organização, a partir das tarefas do dia a dia.

O que é um organograma linear de responsabilidade?

O organograma linear, portanto, é aquele que representa graficamente quem será o responsável por delegar, coordenar, executar e monitorar uma atividade. Assim, facilita a comunicação interna entre os colaboradores e simplifica o processo de realização das tarefas.

Quais as características de um organograma linear?

Entre as principais características desse modelo de gráfico de estrutura organizacional, destacam-se:

  • formas/desenhos detalhados para identificação dos processos, cargos e funções;
  • informações estruturadas em uma tabela que relaciona os cargos e as funções, identificando o poder de execução de cada atividade;
  • legendas com as respectivas responsabilidades de cada um;
  • formatos claros e objetivos com estrutura de cargos, funções e responsabilidades hierárquicas da organização.

Como fazer um organograma linear?

Após elencar as nomenclaturas dos cargos, as funções da rotina administrativa, o nível de responsabilidade e demais informações necessárias para a construção do gráfico, é possível desenvolver seu organograma linear.

Hoje em dia, com a ajuda da tecnologia, essa tarefa pode ser bastante simples. Há softwares próprios para o desenvolvimento de organogramas, pagos ou gratuitos, como Cacoo, DrawExpress Diagram Lite, NodeScape e Gliffy.

Além disso, para aqueles que preferirem, o Excel e o Power Point são bastante acessíveis e possibilitam os recursos essenciais para a elaboração e formatação do gráfico da sua empresa.

Quais são as vantagens da estrutura linear?

O organograma linear apresenta algumas vantagens se comparado aos outros modelos. Os principais benefícios são:

  • facilidade de identificação e transmissão das responsabilidades: todos saberão quem é o responsável pelas diferentes tarefas;
  • maior integração entre cargos: em modelos hierárquicos, essa integração entre as estruturas pode ser mais complicada;
  • ideal para modelos híbridos ou regimes de home office: por se desenvolver de forma digital, é o tipo de organograma ideal para equipes com trabalhadores em regime de trabalho remoto, visto que, mesmo à distância, o colaborador saberá suas atividades e a quem recorrer caso necessário.

Quais são os princípios da organização linear?

A organização linear tem como princípio a autoridade linear, isto é, um funcionário responde a um único superior, mesmo que este seja responsável por outros trabalhadores, e não há sobreposição de hierarquia.

A partir do organograma linear, fica fácil compreender quais são os responsáveis por cada área e função, facilitando as tarefas do dia a dia. Ainda, os profissionais poderão vislumbrar as possibilidades para seu desenvolvimento de carreira.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.