Gestão

LinkedIn: como o RH deve usar a rede social dos relacionamentos profissionais

Como o LinkedIn é importante para o RH?
0

Em um mundo dominado pelas redes sociais e a conexão entre pessoas, promovida pelos meios digitais, o LinkedIn é a plataforma preferida para os relacionamentos profissionais!

Com um bilhão de usuários ativos em todo o mundo, o LinkedIn serve para mostrar os valores da empresa. E os times de Recursos Humanos já se ligaram no potencial da plataforma.

Veja a seguir sugestões para fortalecer a imagem das empresas no mercado de trabalho e como utilizar a rede social para conquistar novos talentos. 

Bora lá?

O que é o LinkedIn?

Com foco nos relacionamentos profissionais, o LinkedIn foi lançado oficialmente em 5 de maio de 2003 por Reid Hoffman e Eric Ly

O número bilionário de usuários está espalhado por 200 países, com a plataforma disponível em 26 idiomas.

Pelo lado dos trabalhadores, o LinkedIn é uma ferramenta de procura de emprego e busca de novas oportunidades de trabalho, visto que permite que profissionais estabeleçam conexões, compartilhem experiências, interesses e habilidades.

Segundo dados do próprio LinkedIn, 65% dos usuários utilizam a rede para se candidatar a empregos e, para mais de um quarto, a rede social é a principal ferramenta que utilizam para essa função.

A finalidade é usar o LinkedIn para se promover como um profissional competente e antenado, por meio de artigos e textos, e expor o histórico e o portfólio profissional, como um “currículo online”, e desse modo chamar a atenção dos empregadores e do mercado em geral.

Assim como o Instagram e o Facebook são usados para apresentar o dia a dia e as preferências do dono daquele perfil aos outros usuários da rede social, o LinkedIn é uma ferramenta para fortalecer a imagem profissional de cada usuário.

A construção dessa reputação profissional é feita por meio de um feed ativo e com o máximo de informações possíveis. 

LinkedIn

Por que o RH deve usar o LinkedIn da empresa?

O LinkedIn tem 58 milhões de empresas listadas. Ou seja, é uma ferramenta poderosa não apenas para os trabalhadores, mas que também traz significativos benefícios para as entidades empresariais, que não podem deixar de colocar sua imagem nessa plataforma.

Veja a seguir como a equipe de RH deve utilizar o perfil das empresas no LinkedIn:

Recrutamentos e seleções

Um dos meios mais utilizados atualmente nos recrutamentos e seleções de novos profissionais para as empresas é o LinkedIn. 

Segundo uma pesquisa da Jobvite, especialista em sistemas de recrutamento, 87% dos recrutadores buscam talentos no LinkedIn e cerca de 35,5 milhões de pessoas já foram contratadas a partir de uma conexão na rede social de empregos.

O RH pode publicar vagas de emprego, buscar candidatos qualificados utilizando filtros avançados e gerenciar o processo de recrutamento diretamente pela plataforma.

Com a versão paga da rede, é possível ter recursos específicos que permitem acesso a candidatos mais adequados e com o perfil desejado. Os recursos mais utilizados pelos recrutadores no LinkedIn Premium são:

  • LinkedIn Talent Finder;
  • Branded Index Talent;
  • Vagas patrocinadas.

Além dos recursos pagos, existem outras estratégias que permitem recrutar bons profissionais na rede, sendo elas:

  • Interagir com grupos de interesse ou mesmo a criação de um grupo relacionado à empresa;
  • Anunciar vagas com o objetivo de atrair novos candidatos por meio da página da empresa.

Ao ter maior cuidado com os processos de recrutamento e evitar contratações erradas, são potencializadas características como o capital humano da empresa, são recrutados os potenciais talentos do mercado e retêm-se os melhores profissionais, alcançando a diminuição da rotatividade de pessoal, o chamado turnover

Employer branding 

LinkedIn da alelo

Employer branding (marca empregadora, em tradução livre) é uma estratégia de marketing usada para gerar uma percepção positiva sobre a empresa como local de trabalho.

Com essa técnica, há o cuidado de manter o perfil corporativo atraente e que destaque a cultura organizacional, valores da empresa e oportunidades de carreira.

Essa tem se tornado uma prática essencial para os responsáveis pelo recrutamento e seleção, pois atrai talentos do mercado e faz a retenção de profissionais alinhados com a visão da empresa.

Pesquisa de mercado

A pesquisa de mercado é outro fato que demonstra a necessidade do time de RH ficar de olho no LinkedIn.

Por meio da plataforma, é possível monitorar tendências do mercado de trabalho, acompanhar movimentações de talentos e obter insights sobre práticas de RH através de grupos e publicações especializadas.

Gestão de reputação

A boa reputação de uma empresa é fundamental na conquista de maior participação no mercado, levando a diversos benefícios financeiros.

O LinkedIn é um ator importante na gestão de reputação, e o RH não pode dormir no ponto no uso dessa rede social.

Como imagem é tudo, é preciso aparecer bem na fita para conseguir os melhores talentos e as parcerias e colaborações estratégicas com outras empresas. 

Assim, além de fazer o employer branding, é necessário monitorar e responder a avaliações e comentários sobre a empresa, tanto de funcionários atuais quanto de ex-colaboradores, sempre demonstrando um feedback positivo nessas interações permitidas pelo LinkedIn.  

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Pesquisar

Login/Sign up
Login/Sign up