Falar de mobilidade é mais do que discutir tendências, é uma questão de necessidade. A fim de compartilhar a experiência da Alelo nesse assunto, André Turquetto, diretor de Marketing, Produtos e Inteligência Comercial da Alelo, foi um dos convidados de destaque do WTM18. Durante três dias de palestras, encontros, negociações e discussões, o evento de mobilidade reuniu mais de 3000 profissionais e cerca de 100 palestrantes em São Paulo.

Turquetto foi um dos principais interlocutores do evento ao apresentar dados consistentes sobre a necessidade de mudar o conceito de mobilidade que conhecemos hoje. Segundo ele, o deslocamento dos colaboradores é uma das principais questões para as áreas de recursos humanos das empresas.

“Não estamos falando apenas de redução de despesas, mas também de atração e retenção de talentos”, disse.

O executivo embasou sua fala em uma pesquisa realizada pela Alelo, com cerca de 5 000 trabalhadores, em que 60% dos respondentes afirmaram que aceitariam mudar de emprego ganhando menos caso a necessidade de deslocamento fosse menor.

Entre as iniciativas da Alelo para inspirar seus colaboradores e tornar a questão da mobilidade mais tranquila, a empresa implantou o anywhere office, conceito que defende que é possível trabalhar de qualquer lugar onde haja conectividade. A política, que mexeu com a cultura da empresa, incentiva que parte dos colaboradores trabalhem de forma remota duas vezes por semana, não importando onde esteja. Também há a iniciativa de carona, onde a empresa incentiva que pessoas com trajetos parecidos compartilhem o carro.

“São mudanças necessárias que dão autonomia e liberdade para os funcionários”, diz.

Do ponto de vista de soluções para o mercado, a Alelo aproveitou o evento para reforçar o lançamento recente da Veloe, que atua no segmento de pedagiamento eletrônico e meios de pagamentos para mobilidade urbana no Brasil. Além disso, Turquetto falou sobre o Alelo Mobilidade, o primeiro produto do mercado que permite que o colaborador escolha como quer se deslocar.

“Nossa meta é encontrar formas de facilitar a questão da mobilidade. Com esse produto, quem escolhe é o usuário, que pode locar desde uma bicicleta, ir de carro compartilhado ou até mesmo de avião”, diz.

Em breve contaremos para você como foram os três dias de evento e o que você pode aprender com o novo conceito de mobilidade. Fique ligado!