O queridinho do universo fitness tem nome: Whey Protein. Ele é muito usado por quem pratica atividades físicas, principalmente quando o assunto é hipertrofia, pois é um grande aliado para o ganho muscular. Possui alto valor nutricional além disso, ele é capaz de fornecer os aminoácidos essenciais e de cadeia ramificada que nosso organismo não produz, cálcio, peptídeos bioativos do soro e claro, é grande fonte de proteína atuando na síntese muscular proteica e também na geração de energia, de acordo com Gisele Cristina Leindecker, engenheira química e pesquisadora sobre o assunto.
Existem três tipos de Whey Protein: o isolado, o concentrado e o hidrolisado. O primeiro é considerado uma proteína pura, pois grande parte é formada por proteína e tem pouquíssima gordura e carboidratos em sua composição. Já o concentrado é o mais barato, não tem tantas proteínas quanto os demais e possui mais carboidratos, gorduras e minerais. O hidrolisado é bem parecido com o isolado, mas passa por um processo diferente: os aminoácidos são quebrados e o corpo absorve melhor as substâncias de sua composição.

Como é feito o Whey Protein Industrial

Você sabia que o Whey Protein é derivado de um subproduto do processo de produção do queijo? Após a produção, existe um líquido que sai da coalhada, e é com ele que o Whey é produzido.
Na indústria de suplemento para atletas, o processo mais comum para obtenção de proteínas concentradas do soro de leite é conhecido como ultrafiltração. Utilizando equipamento específico, é feita a separação do soro do leite por meio de membranas com poros de diferentes tamanhos, permitindo a passagem de sais e moléculas de açúcar, podendo ser separado em duas frações para criação do whey protein concentrado (35 a 80% de proteínas) ou isolado (mais de 90% de proteína em sua composição).
Outro processo comum é o de liofilização, que consiste em desidratar o soro do leite que é composto em sua maior parte por água, utilizando alteração controlada de temperatura aquecida a 80ºC também por meio de equipamento industrial que se assemelha a um forno.

Como fazer whey protein caseiro

Entendendo um pouco sobre o processo industrial, parece difícil fazer whey protein em casa, mas saiba que também é possível usando poucos ingredientes. Óbvio que não fica com tanta qualidade nutricional e divisão precisa de nutrientes, mas ainda assim, o resultado pode ser bem interessante. Quer saber como fazer um whey protein para chamar de seu? Vem conferir a receita:
Você só vai precisar de:
– 3,5 litros de leite
– 75 ml de suco de limão ou vinagre branco
Coloque o leite em uma panela grande e esquente até ferver a 80ºC, aproximadamente. Use um termômetro pra te ajudar!
Depois, misture o limão ou o vinagre branco, tire do fogo e deixe descansar por 20 minutinhos.
Após o descanso, use um pano de prato limpo para coar a coalhada. O líquido que irá escorrer já é o soro do leite, o ingrediente principal do Whey Protein e você pode usar a coalhada para fazer ricota. Bem fácil, né?
Antes de fazer a sua receita caseira de whey protein, lembre-se que é preciso consultar um nutricionista habilitado a recomendar suplementação nutricional. Consumir por conta própria dosagens inadequadas pode causar efeitos como sobrecarga dos rins e ganho de gordura, ao invés de massa magra. E para ter resultados positivos é importante ter uma rotina de exercícios físicos e uma alimentação balanceada.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 10

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Veja mais conteúdos que podem te interessar

Comentários

Comentários estão fechados.