O trabalho de um gestor de frota vai muito além de coordenar veículos e motoristas. Cada vez mais esses profissionais a frente do setor de transporte das companhias são cobrados a pensar na mobilidade como um todo. Em tempos de crise como o atual, por conta da pandemia do novo coronavírus, a inteligência de dados passa a ser ainda mais importante na gestão das frotas.

Elementos básicos como o consumo médio de combustível na frota e por veículo, questões como gastos com pedágio, multas e necessidade de paradas para manutenções ajudam a orientar as decisões das empresas e podem ser obtidos por meio de gerenciamento de dados.

Mas é fundamental lembrar que os dados por si só não são o bastante. É essencial que haja uma exposição simples dos indicadores e o compreendimento deles para que as decisões sejam tomadas de forma assertiva. A ideia é que os dados respaldem mudanças para aprimorar o serviço — e gerar economia sempre que possível.

Na empresa Suporte e Segurança, que atua no segmento de segurança privada para bancos e outros clientes, a frota de 96 veículos é monitorada o tempo todo. Segundo Paulo Sarain, coordenador administrativo da companhia, é por meio de informações como consumo de combustível e autonomia dos veículos que muitas decisões são tomadas.

“Há cinco anos usamos o produto oferecido pela Alelo (Alelo Frota), e temos facilidade em identificar a autonomia e custo por quilômetro de cada veículo, seja individualmente ou por cliente da operação”, diz o executivo. Quando algum índice fica fora da curva de normalidade a empresa investiga as causas e consegue reduzir os eventuais gastos adicionais.

A identificação de um condutor que gasta uma média mais alta de combustível em comparação ao restante da frota pode estimular um novo curso de condução para aquele profissional — ou revelar a necessidade de uma manutenção não programada naquele veículo, por exemplo.

Tecnologia ajuda a economizar na hora do abastecimento

Os motoristas da Suporte e Segurança possuem o cartão Alelo Frota e mais do que encher o tanque em postos credenciados com qualidade garantida, o serviço de gestão de frota oferece o mapeamento de postos de combustível com valores mais baixos por litro. Isso ajuda garantir redução de custos na prática.

Com a análise dos dados do dia a dia é possível alterar a estratégia de transporte em tempo real. Pensando nisso, a Alelo desenvolveu uma ferramenta que expõe as informações para o gestor de forma simples e ajuda na tomada de decisão para melhorar o desempenho da frota.

Com um design dinâmico, o dashboard da Alelo, ou painel para gestão de frota, foi desenvolvido com base nas principais demandas dos clientes e levou em consideração os indicadores mais expressivos para os profissionais da área de transportes.

Dados como custo do quilômetro de cada veículo, controle de CNH e documentação, ranking por consumo de combustível, ranking por modelo de veículo e mapa de abastecimento em tempo real estão disponíveis na ferramenta. E para quem tem bomba interna para abastecimento, pode usar o aplicativo Meu Abastecimento para controlar o consumo de combustível por veículo, e ter mais visibilidade do gasto real e até mesmo conseguir ter mais assertividade na compra mensal com fornecedores.

A ideia principal é que os clientes consigam calcular o custo total de propriedade da frota (TCO, na sigla em inglês) e encontrar brechas onde pode haver economia efetiva. Há consultores especializados da Alelo disponíveis para ajudar nessa missão.

O dashboard pode ser personalizado para cada cliente do Alelo Frota de acordo com a necessidade específica daquela frota. Também ajuda a compreender as oportunidades e desafios de cada companhia na hora de transportar pessoas e produtos com segurança e eficiência.

saiba mais alelo frota

Confira também outra matéria no Blog da Alelo onde falamos sobre como adaptar a frota às mudanças impostas pelo Coronavírus.