Bem-Estar

Novas regras para a aposentadoria: tudo o que você precisa saber

0

A reforma da previdência de 2019 trouxe novas regras para a aposentadoria, e todo ano alguma nova medida entra em vigor.

O INSS fechou o ano de 2021 com uma fila de espera de mais de 1,8 milhão de pedidos em análise. Por isso, é importante se manter informado para não perder a vez.

O Blog da Alelo fez uma lista com as principais regras para te ajudar a planejar sua tão sonhada aposentadoria.

Vem com a gente!

1- Saiba qual a idade mínima para se aposentar

A idade mínima para se aposentar pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens.

Mas é preciso também de um tempo mínimo de contribuição.

Em 2022, para mulheres que tenham realizado contribuições por no mínimo 30 anos, a idade mínima passou a ser de 57 anos e seis meses.

Para os homens com pelo menos 35 anos de contribuição, a idade agora é de 62 anos e seis meses.

Se ficou longe pra você, ainda existe uma alternativa.

2- Conheça a aposentadoria pela regra de pontos

A aposentadoria pela regra de pontos é uma alternativa para quem começou a contribuir com o INSS mais cedo e talvez queira se aposentar antes de atingir a idade mínima.

Para saber quantos pontos você tem, primeiro some sua idade ao tempo de contribuição.

Essa soma deve ser de 89 pontos para mulheres, com no mínimo 30 anos de contribuição. Por exemplo, uma mulher que contribuiu por 36 anos pode pedir a aposentadoria aos 53 anos de idade.

Já para os homens, a soma deve ser de 99 pontos, com ao menos 35 anos de contribuição. Neste caso, um homem com 42 anos de contribuição pode pedir seu benefício a partir de 57 anos de idade.

Mas atenção! Essa pontuação mínima subirá um ponto a cada ano até chegar a 100 pontos para mulheres em 2033, e 105 pontos para homens, até 2028.

E não se esqueça de ter em mente quanto você poderá receber de aposentadoria. Você já fez essa conta?

3- Calcule qual o valor que você vai receber na aposentadoria

O valor que você vai receber na aposentadoria dependerá de qual o critério escolhido para solicitar o benefício.

Se você se aposentar por idade mínima, será calculado a partir da média de todos os salários de contribuição, respeitando o teto atual do INSS de R$ 6.433,57.

Já no caso do benefício concedido pela regra de pontos, o valor varia de acordo com o sexo e com o tempo de contribuição.

Neste caso, o cálculo parte de 60% do valor do benefício integral para mulheres que contribuíram 15 anos, e 20 anos para os homens. O percentual vai crescendo 2 pontos a cada ano a mais de contribuição.

Por exemplo, se a mulher tiver 30 anos de contribuição, são 15 anos a mais do que o tempo exigido para pagamento de 60% da aposentadoria pela regra de pontos:

15 x 2 = 30 pontos percentuais. Somando com os 60% iniciais, dá 90% do benefício.

Será possível receber mais de 100% do salário médio de contribuição, limitado é claro ao teto de R$ 6.433,57.

Acompanhe aqui as novas regras para a aposentadoria e faça a simulação do seu benefício.

4- Como seu empregador pode ajudar com a sua aposentadoria?

Além de quitar todas as obrigações trabalhistas, as empresas também podem ajudar os funcionários com algumas ações, como:

  • Promover workshops para educação financeira;
  • Contribuir para uma previdência privada em nome dos colaboradores;
  • Cobrir despesas com saúde e moradia como parte do salário. Confira Alelo Multibenefícios aqui.
  • Oferecer cargos especiais para a terceira idade;
  • Implementar um programa de valorização da maturidade profissional, etc.

Com tantas regras fica cada vez mais difícil se aposentar. E viver apenas com a aposentadoria do INSS nem se fala! Por isso é muito importante se preparar para o futuro, seja estando atento à legislação, seja controlando os gastos e buscando alternativas de renda.

Como está o seu planejamento? Conta pra gente nos comentários.

Compartilhe com sua empresa e amigos.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.7 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.